Espermograma com Fragmentação de DNA

O espermatozoide tem como função principal permitir a correta transmissão do material genético (DNA – Ácido desoxirribonucleico) paterno no processo de fertilização. Por conseguinte, os danos no DNA podem estar relacionados com situações de infertilidade masculina.

Os danos no DNA dos espermatozoides podem ser induzidos por:

  • Hábitos e estilo de vida (ex.: tabaco, álcool, obesidade);
  • Patologias (ex.: varicocelo, infeções, leucocitospermia);
  • Produtos tóxicos presentes no ambiente (ex.: ar poluído, bisfenol A, pesticidas);
  • Radicais livres (ex.: stress oxidativo);
  • Fármacos (ex.: quimioterapia);
  • Radiação (ex.: radioterapia).

Alguns estudos científicos relacionam a presença de fragmentação no DNA do espermatozoide com diminuição da fertilização, alterações no desenvolvimento embrionário, falhas de implantação e abortos de repetição. Desta forma, o estudo da fragmentação de DNA pode complementar a avaliação da infertilidade conjugal, sendo uma ferramenta adicional na informação da qualidade espermática e que permite ao médico tomar uma decisão mais adequada e direcionada acerca da indicação terapêutica do casal.

 

espermograma

 

 

Na CEMEARE é realizado o teste de fragmentação de DNA com o teste Halosperm® que permite verificar a percentagem de espermatozóides com DNA fragmentado, tendo como base o teste de dispersão da cromatina.